Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Treina em Casa ®

Programas e treinos que podem ser executados em casa.

Treina em Casa ®

Programas e treinos que podem ser executados em casa.

Dica de Sexta # 02 - 2020

ansiedade-generalizada.jpg

O que é a ansiedade?

A ansiedade é então, um estado emocional negativo que associa sentimentos de nervosismo, preocupação e apreensão. Existem diferentes graus de ansiedade; nalgumas pessoas a ansiedade exprime-se por um sentimento de medo, inquietação, sensação de perigo iminente (medo de insucesso, morte súbita, medo de perder o autocontrolo, medo de ficar mentalmente destabilizado); noutras é acompanhada por manifestações físicas, tais como, aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca, transpiração, secura da boca, tremores e tonturas.

Existem vários tipos de ansiedade, sendo o medo característica comum a todos eles:

  • Ataques de Pânico
  • Perturbação Obsessiva Compulsiva
  • Timidez e Fobia Social
  • Fobias
  • Insónias
  • Stress Profissional (Burnout)

A saúde mental é tão importante como a saúde física para o bem-estar dos indivíduos!

Ultimamente, tem -se vindo a reforçar a importância da autorregulação individual da saúde, através da capacitação individual para escolher e adotar estilos de vida considerados mais saudáveis. Desta forma, a medicina comportamental que tem por base terapias comportamentais é, para muitas condições de saúde, tão ou mais eficaz do que terapias tradicionais, com menor custo e praticamente sem efeitos indesejáveis. Várias técnicas e abordagens como a terapia do comportamento e técnicas de relaxamento visam a alterações dos padrões de pensamento e do comportamento mediante a prática de novas maneiras de pensar e agir.

São pequenos hábitos e mudanças no dia a dia que permitam reduzir os estados de ansiedade:

  • Prática de exercício físico (melhora sintomas de ansiedade e depressão, a autoestima, o humor, propicia um sono melhor, potencia o aumento do bem-estar e induz ao relaxamento muscular);
  • Espreguiçar-se de manhã ou dedicar alguns momentos ao longo do dia para realizar uma pequena sequência de exercícios de alongamento;
  • Massagem ou a auto-massagem (estimula e contribui para aliviar a fadiga);
  • Dançar ou praticar atividades ao ar livre;
  • Leitura (desde que numa posição confortável, apoiado nas costas, pescoço e cabeça)

- Técnicas cognitivas como: o auto registo (promove capacidade de auto-observação do próprio comportamento), paragem de pensamento negativo, discurso interno positivo;

- Organização do trabalho (registar e estabelecer tarefas e prioridades);

- Técnicas somáticas (reduzem o nível de ativação geral) por exemplo:

  • treino de visualização mental;
  • respiração diafragmática (o método mais simples de relaxamento- componente fundamental das práticas de meditação de yoga, tai chi, etc);
  • treino de relaxamento muscular (os músculos respondem à percepção de ameaça (pensamento) através da tensão muscular ou contração. É uma técnica simples para potenciar a consciência das alterações neuromusculares que o corpo sofre;
  • meditação.

Técnicas de relaxamento muscular

O relaxamento visa a redução do estado de excitação e consequentemente da ansiedade, a níveis aceitáveis. Existem várias técnicas de relaxamento muscular derivadas de métodos como o yoga, meditação, treino autogénico e o biofeeback, quem podem ser um complemento e auto aprendidos.

Experimente!

- Procure uma posição confortável,

- Concentre-se (possível intrusão de estímulos internos e/ou externos),

- Inspire, fazendo deslocar o ar lentamente, até ao abdominal,

- Faça uma pequena pausa,

- Expire lentamente,

- Nova pausa e volte a inspirar,

- Repita a sequência várias vezes e no final permaneça imóvel e imagine algo agradável.

Visualização: imaginar o ar a entrar e a sair, todo o percurso que tem que percorrer, procurando aliar a sensação de revigoramento a cada inspiração.

Repense a sua vida e comece a aplicar alguns destes hábitos para melhorar a sua saúde!

 

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.