Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Treina em Casa

Programas e treinos que podem ser executados em casa.

Treina em Casa

Programas e treinos que podem ser executados em casa.

Dica de Sexta # 23

Esta semana na dica de sexta vamos continuar a compreender um dos maiores flagelos de quem quer ficar com um corpo em forma mas não consegue parar de comer. Chama-se compulsão alimentar.

compulsao-alimentar-674x380.jpg

 

Quais são os riscos associados à compulsão alimentar?

 

Pessoas com compulsão alimentar têm maior risco de desenvolver:

  • Obesidade;
  • Cálculo renal quando a pessoa consome muito cálcio;
  • Diminuição da capacidade respiratória; apnéia do sono
  • Doenças como a diabetes tipo 2, hipertensão e níveis de colesterol alto;
  • Gastrite; hérnia de hiato;
  • Infertilidade;
  • Insuficiência cardíaca e problemas vasculares;
  • Outros distúrbios alimentares como a bulimia ou anorexia;
  • Transtornos psicológicos como depressão e o transtorno obsessivo compulsivo.

 

É relevante destacar que a compulsão alimentar causa obesidade em 75% dos casos. Os riscos destacados acima são problemas decorrentes desse aumento de peso.

 

 

Compulsão alimentar e Obesidade

Diversos estudos demonstram a associação entre obesidade e compulsão alimentar. Estima-se que cerca de 40% dos pacientes que decidem realizar uma cirurgia bariátrica sofram com a compulsão alimentar.

 

Os pacientes que apresentam compulsão alimentar têm maior frequência de recaídas após o tratamento para a perda de peso, maior incidência de transtornos psicológicos como depressão, abuso de álcool e drogas, transtornos de personalidade e insatisfação com a imagem corporal quando comparados com obesos não compulsivos.

 

Na cirurgia bariátrica ocorre a redução do estômago. Cria-se um componente restritivo no qual a quantidade de alimentos ingerida é intensamente diminuída, levando a perda de peso duradoura. A limitação imposta pela operação pode representar grande risco aos pacientes compulsivos, tornando-se difícil a adaptação à nova condição alimentar. Por este motivo, é muito importante que pacientes que decidam submeter-se a uma cirurgia de redução de estômago sejam acompanhados por um psicólogo.

 

Como prevenir

É possível prevenir a compulsão alimentar por meio de algumas estratégias simples.

 

  • Manter um horário fixo para realizar as refeições;
  • Alimentar-se a cada três horas, evitando intervalos longos sem alimento;
  • Mastigue mais vezes e mais lentamente;
  • Manter uma dieta equilibrada aliada a condições saudáveis de sono e exercícios físicos.
  • Ao realizar as refeições em um horário rotineiro, o indivíduo consegue comer a quantidade apropriada para aquela refeição. O hábito de se alimentar a cada 3h permite que a pessoa não chegue faminta à próxima refeição. Evita assim exagerar nas quantidades e também comer de forma acelerada. Quando estamos com muita fome, o primeiro impulso é comer tudo o que vem pela frente e repetir em seguida. Entretanto, nosso cérebro leva cerca de 20 minutos, a partir da primeira garfada, para registrar que o estômago está cheio.

 

Para manter a dieta equilibrada procure incluir nas refeições alimentos que aumentam a sensação de saciedade:

 

  • Folhas verdes, como o alface, rúcula e agrião
  • Abobrinha e berinjela;
  • Frutas como a laranja, o mamão e a banana.

 

Espero ter ajudado :)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.